COMENTANDO:
As três Marias

Três meninas distantes de possíveis afetos maternos e paternos se encontram, fadadas a crescerem sozinhas, sem a segurança que o amor familiar poderia ajudar.


Três Marias se encontram num internato, cada uma com sua bagagem pesada mas com força suficiente para carregá-las, utilizando cada qual sua ferramenta, desfazem as malas, vivem o dia a dia, se tornam meninas moças e se intitulam como as melhores amigas, quase família. 


Com suas diferenças se pensam, se descobrem, se apoiam, se constituem. Uma quer se livrar das mesmices da vida, como se isso possível fosse. Se percebe tornando-se adulta e perdendo a liberdade sonhada, sendo tolhida da mesma.


Outra, se faz feliz resgatando perdas, casa, tem um filho e acredita que sua falta foi preenchida.


A outra, adora um Deus para que este lhe cure o incurável, o abandono paterno, a mágoa materna, mesmo sabendo que necessita mesmo que a proteja de si mesma.


Cada qual numa busca solitária, desejam ser amadas, e assim, seguem.

Autor: Raquel de QUEIROZ
Categoria: Adulto
Editora José Olímpio
Publicação:
284 páginas
Fonte: Link: https://pt.wikipedia.org/wiki/Rachel_de_Queiroz

post de: Nan Lourenço

AUTORIA DO LIVRO

Raquel de QUEIROZ


Resultado de imagem para raquel de queiroz

Rachel de Queiroz (Fortaleza, 17 de novembro de 1910  Rio de Janeiro, 4 de novembro de 2003) foi uma tradutora, romancista, escritora, jornalista, cronista prolífica e importante dramaturga brasileira.

Autora de destaque na ficção social nordestina. Foi a primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras. Em 1993, foi a primeira mulher galardoada com o Prêmio Camões. Ingressou na Academia Cearense de Letras no dia 15 de agosto de 1994, na ocasião do centenário da instituição.

Outros Posts


PARCEIROS: