COMENTANDO:
O livro dos negros

Todas as vezes que me deparo com leituras como “O livro dos negros”, onde as atrocidades de alguns seres ditos humanos, se esparramam sobre outros seres humanos, me questiono: “Por quê? ”
Nunca sei se meu inconformismo se dá pela brutalidade descabida de muitos ou, pela aceitação também descabida de muitos outros, fenômeno que se faz presente nas lutas pelo poder, o que me leva a indagar: por que uns maltratam e outros se deixam maltratar? Sei que isso é buscar uma explicação muito simplista, mas, é isso o que sempre me sobra.
Este é um livro de ficção, baseado em fatos históricos, que fala sobre o comércio de escravos e a abolição da escravatura.
Quem conta a história, sua história, é Aminata Diallo, uma menina que foi roubada de sua aldeia onde vivia rodeada de carinho, cuidados, fraternidade, companheirismo e foi levada para os Estados Unidos, sendo vendida como escrava em Carolina do Sul. Tinha, então, onze anos de idade e, deixou para trás seus pais assassinados e sua aldeia destruída. Assim começa sua luta pela sobrevivência.
Acredito, que a busca da sobrevivência seja uma das grandes responsáveis pela aceitação do poder do outro, pois a partir do momento onde se perde tudo, família, comunidade, terra mãe, cultura, costumes, afetos, língua materna e sobra-se somente a necessidade de sobreviver, numa situação onde sorte é viver e azar é não morrer, entra-se nesse movimento de aceitar o pouco que lhe resta e que lhe cabe.
Mas, aqueles que vão sobrevivendo, tem que achar motivação maior para continuar tendo desejo de prosseguir, isso foi o que Aminata fez muito bem, buscou o mundo do saber para ir se protegendo da realidade e, ajudar quem estava ao seu alcance. Aprendeu a ler, escrever, fazer contas e, com isso, achou aliados em momentos em que sua vida se torna impossível de suportar.
Aminata é uma grande guerreira, que busca a sabedoria e a paz nessa luta pela liberdade de todos, tão ultrajados e que caminham de mãos dadas com a tristeza, humilhação e medos todos os dias. Tão guerreira e, pode-se dizer que se faz vencedora do início ao fim de sua história.
Esse é um livro que escorre tristezas de suas páginas e, quando ela se esvazia, sobra-nos a dignidade, a busca pela paz, o companheirismo que me faz crer que temos todos salvação.
Comentando postado em 10/08/2015
Autor: Lawrence Hill
Categoria: Adulto
Editora Primavera Editorial
Publicação: 07/06/2015
Fonte: Link:

post de: Nan Lourenço

AUTORIA DO LIVRO

Lawrence Hill


Lawrence Hill é descendente de africanos escravizados nos Estados Unidos, é autor de inúmeros romances marcantes, entre eles “O livro dos negros” que lhe trouxe prêmios como “Commonwealth Writers Prize” e Rogers Writer’s Trust Fiction Prize. É sociólogo e estudioso da temática da escravidão. Atualmente, vive em Ontário, Canadá.

Outros Posts


PARCEIROS: